40 pontos CNH? Entenda a mudança na pontuação de multas!

Sonhos com os 40 pontos na CNH… parece um paraíso para os motoristas. Afinal de contas, o limite anterior para perder a carteira era 20 pontos, agora dobrou. Bom, não pense que tudo são flores. Essa pontuação não se enquadra em todos os casos. Ficou intrigado?! Pois é. Continue lendo que nós explicamos na sequência.
Entenda a variação dos pontos na CNH: 20, 30 e 40!

A Lei nº 14.071/2020 causou um alvoroço entre os motoristas e não era de se esperar menos. A notícia que a pontuação da carteira de habilitação dobraria fez muito sucesso. Mas existe um “x da questão” que nem todos sabem. O limite de 40 pontos só é válido se o motorista não cometer nenhuma infração gravíssima no período de 1 ano. É ai que entra outro detalhe: o limite de pontos é relativo às multas gravíssimas. Funciona da seguinte maneira:

– 40 pontos: caso não tenha nenhuma infração gravíssima;

– 30 pontos: cai o limite caso cometa uma infração gravíssima;

– 20 pontos: reduz pela metade se pegar duas gravíssimas.

A Lei já entrou em vigor em 12 de abril de 2020, cometeu alguma infração nesse tempo?! Fique esperto.

Mas, afinal, tem diferença para motoristas profissionais?

Quem trabalha de forma remunerada no trânsito não tem a variação citada anteriormente. Motoristas profissionais tem o direito de 40 pontos na CNH, independente da infração cometida no período.

Lembre-se de ter registrado na habilitação o EAR – “Exerce Atividade Remunerada” – caso não tenha, o direito ao benefício é inválido. Alias, você sabe por quanto tempo o ponto é válido na carteira? Bom, nós esclarecemos essa questão no tópico seguinte.

O pontos expiram depois de quanto tempo?

“Cometi uma infração gravíssima, e agora?!” Calma, depois de 12 meses os pontos expiram, assim como já acontecia antes. Isso não mudou. Se você é motorista profissional, basta desfrutar do benefício e não cometer mais.

A verdade é que nunca é benéfico cometer infrações, mesmo com esse prazo para expiração.

Posso ter a CNH suspensa?

Sim. Isso continua valendo firme e forte. Assim que o limite de pontos é atingido, a carteira fica suspensa. Desse ponto, é preciso retornar à autoescola e tirar a habilitação novamente.

Esse curso de reciclagem também é necessário caso o condutor acumule 30 pontos em 12 meses. Lógico, não é mesmo? Um condutor com tantas infrações em tão pouco tempo não tem conhecimento o suficiente do certo e errado. Ah, depois do curso os pontos são zerados.

Se você não desprende desse tempo para assistir aulas teóricas ou até mesmo fazer as práticas… evite infrações! Não tem outro jeito. Para te relembrar um pouco o que é passível de multa, nós trouxemos 15 exemplos. Leia no próximo tópico.

15 infrações de trânsito que você precisa evitar!

Não tem como ficar pegando multa à toa. Afinal de contas, cada desrespeito no trânsito tem um custo muito caro. Tanto em pontos na CNH quanto no bolso. Por isso, nós trouxemos uma lista com 15 infrações – apenas para relembrar. Vamos conferir?

  1. Dirigir automóveis com carteira suspensa há com mais de 30 dias ou sem habilitação;
  2. Conduzir um automóvel que não está habilitado;
  3. Falsificar identificação ou carteira de habilitação do veículo;
  4. Dirigir sem usar cinto de segurança;
  5. Transitar sem utilizar os acessórios obrigatórios na carteira, por exemplo, os óculos ou aparelhos de audição;
  6. Dirigir bêbado ou acima do limite de embriaguez;
  7. Conduzir manuseando ou segurando aparelhos eletrônicos – qualquer objeto que distraia;
  8. Não dar ou atrapalhar a passagem de veículos de emergências – bombeiros, ambulâncias, viaturas policiais;
  9. Não dar assistência ou prestar socorro à vítimas caso se envolva em acidente;
  10. Ultrapassar pelo acostamento;
  11. Carregar crianças de maneira irregular – no colo, fora da cadeirinha ou bebê conforto;
  12. Não obedecer ordem de parada obrigatória ou “furar” sinal vermelho;
  13. Dirigir acima da velocidade máxima da via;
  14. Conduzir um veículo com excesso de carga, ou seja, que exceda a capacidade de tração;
  15. Estacionar em área de passeio – calçadas.

Um ponto importante que ainda não te contamos: infrações leves e médias, que não tiverem reincidências dentro de um ano, serão consideradas apenas advertências. Antes essa ação era dependente de um agente de trânsito, agora é Lei.

Renovação de CNH, é depois de quanto tempo?

Bom, uma hora é preciso renovar. A primeira coisa que olhamos ao receber a habilitação é seu tempo de validade, isso é fato. E quem determina esse tempo é o médico que realiza o exame de aptidão mental e física.

Dentre tantos critérios que eles avaliam, nós separamos um, a idade. Veja as seguir quanto tempo de carteira você consegue.

– 10 anos: condutores com menos de 50 anos;

– 5 anos: condutores com idade superior a 50 e inferior a 70;

– 3 anos: condutores com 70 anos ou mais.

E o tempo para fazer o exame toxicológico?

Essa é outra alteração muito importante, principalmente para motoristas de transporte de pessoas e cargas. O exame tecnológico é feito periodicamente por questões de segurança.

Afinal, substâncias psicoativas ou alcoólicas interferem diretamente na cognição. Essa cognição que falamos é a capacidade de raciocinar, manter a atenção, ter boa memória e não perder o juízo.

Sabendo dessa importância, a Lei exige que o exame toxicológico seja realizado a cada dois anos e meio, antes isso acontecia a cada 5 anos. Caso você perca a data do exame, a CNH é suspensa e ainda tem que pagar uma multa de R$1.467,35. Não perca dinheiro à toa!

E aí, entendeu melhor sobre os 40 pontos na CNH?! Tem bastantes detalhes para saber. Como nós entramos nesse assunto de transporte de pessoas e afins, que tal entender melhor como funciona o transporte rodoviário? Lá nossos especialistas prepararam um guia completo sobre o assunto.

Até mais!

Deixe um comentário

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Siga nossas redes sociais.