Calibragem de Pneus: Um Guia Completo da Trucão

A calibragem de pneus geralmente é vista como uma medida de manutenção simples e fácil de fazer, não é mesmo? Porém, há vários detalhes que são importantes de serem observados para que o desempenho do seu parceiro de estrada seja o melhor possível!

Se buscar informação é o primeiro passo para evitar contratempos e prejuízos no seu orçamento, você está no lugar certo para entender tudo sobre como saber a calibragem do pneu, para que serve a calibragem e os principais cuidados que todo caminhoneiro deve cumprir para assegurar a conservação dos pneus!

Vem com o blog da Trucão Auto, pois o conteúdo de hoje está incrível! Continue a leitura e sane todas as dúvidas que impedem o seu veículo de rodar com baixo risco de acidentes ou necessitar manutenção corretiva constantemente.

Você sabe o que é calibragem de pneus?

Calibrar o pneu nada mais é do que acertar a regulagem da pressão de ar existente dentro dos pneus conforme os valores indicados pelos fabricantes dessas peças que são fundamentais para o bom funcionamento dos veículos.

Por ser um fator crucial na prevenção de acidentes, a calibragem de pneus tem presença garantida no checklist de manutenção preventiva que os motoristas de frota devem se respaldar. Portanto, a calibragem de pneus não pode ser esquecida, uma vez que a má conservação dos pneus é passível de multa.

Os locais mais adequados e acessíveis para realizar a calibragem correta dos pneus geralmente são postos de gasolinas e oficinas especializadas em automóveis. Há ainda algumas lojas que comercializam pneus que também oferecem esse tipo de serviço, utilizando aparelhos modernos e confiáveis para alcançar uma calibragem exata de maneira rápida e eficiente.

Saiba como fazer a calibragem de pneus do seu caminhão

Tem uma viagem prevista? Hora de dar uma conferida nos pneus do seu veículo de carga para ter certeza de que a calibragem corresponde ao modelo do pneu instalado e, também, ao peso que será transportado no baú do caminhão. Para saber a calibragem do pneu, basta conferir as recomendações para o seu tipo de veículo que foram estipuladas pelo fabricante.

Você precisará buscar a informação no manual de instruções do automóvel ou no adesivo que pode estar colado tanto na parte interna da tampa de combustível quanto em uma das portas do caminhão. Feito esta verificação, os próximos passos são:

  • Retirar a tampa do bico do pneu;
  • Engatar a mangueira de ar no bico destampado;
  • Esperar pelo aviso sonoro da máquina que será emitido quando atingir o nível de insuflação desejado;
  • Colocar de volta a tampa do bico no pneu;
  • Realizar o mesmo processo no restante dos pneus do seu veículo.

Geralmente, a pressão de ar indicada na calibragem varia entre os pneus traseiros e dianteiros. Considerando o peso a ser transportado, é comum a orientação da pressão dos pneus de trás ser maior que a dos pneus localizados na frente do caminhão.

Qual é a frequência certa para calibrar os pneus?

A calibragem de pneus deve ser feita a cada 15 dias, contudo é preciso levar alguns fatores em consideração que podem aumentar ou diminuir esse tempo de verificação. Por exemplo, automóveis que não são muito utilizados exigem apenas uma calibragem ao mês. Mas esse não é o seu caso, certo parceiro de estrada?

Aos caminhoneiros, recomenda-se calibrar os pneus a cada 500km rodados. Isso não precisa ser uma regra fixa, mas é uma boa referência que te ajuda a ter uma noção de como ser vigilante quanto à manutenção da pressão de ar dos seus pneus.

Mas, atenção: é importante fazer a calibragem com os pneus frios! Isso significa que você deve fazer um trajeto de não mais que 3km até o local de calibragem para evitar que a estrutura do pneu atinja altas temperaturas e a pressão interna do ar aquecido engane sua regulagem.

Se não for possível cumprir essa recomendação, aumente 3 libras ao valor padrão da pressão e, assim que puder, faça um novo ajuste quando os pneus esfriarem.

Qual é melhor para calibrar: nitrogênio ou ar comprimido?

Ambas as opções cumprem com o objetivo de manter a conservação do seu pneu e prezar pela boa performance do seu caminhão. A diferença entre os dois tipos de gases está, principalmente, no custo, na disponibilidade e no intervalo de tempo entre as regulagens.

O ar comprimido é a opção mais barata e fácil de encontrar em postos. Já o nitrogênio pode ser encontrado apenas em oficinas automotivas e por um preço mais elevado. Contudo, o seu custo benefício está no fato do gás nitrogênio preservar a pressão interna do pneu por mais tempo, reduzindo os desgastes da peça automotiva e a frequência da necessidade de calibragem.

É válido mencionar que para alternar o uso entre as duas alternativas, será preciso esvaziar o pneu primeiro para depois encher com o outro tipo de gás. Essa ação garante que eles não se misturem, o que pode ser extremamente perigoso!

Quantas libras vai em um pneu de caminhão?

Os valores da pressão de inflação determinados pelos fabricantes levam em consideração a medida do pneu, seu índice de carga correspondente e o tipo de montagem – simples ou dupla. Em geral, a tabela de pressão para definir a calibragem do pneu contempla os valores entre 70 lb/pol² e 130 lb/pol², sendo o peso máximo por cada pneu de 1600 quilos a 3350 quilos.

Dominar esse tipo de verificação ajuda a evitar uma calibragem com a baixa pressão do pneu, o que resulta em desgaste desproporcional da banda, o aquecimento elevado do pneu e o afrouxamento de peças importantes que formam a estrutura da roda.

Já na calibragem de alta pressão, os pneus ficam mais expostos à ocorrência de furos, cortes e uma direção instável! Ou seja, a calibragem correta é essencial para não ter que lidar com problemas na estrada!

O estepe também deve ser calibrado com frequência?

Claro que sim! De nada adianta ter um estepe se ele não estiver pronto para ser utilizado em momentos de emergência, não é mesmo? Por isso, fique atento à frequência de calibragem dos seus pneus de estepe. O correto é calibrar a cada 7 dias e, se perceber que ainda está com a pressão regulada, aumentar o intervalo para 15 dias .

Para evitar que ele esvazie rapidamente por ficar muito tempo armazenado, é válido acrescentar mais 2 libras ao nível orientado pela marca. Mais uma dica: dê preferência ao mesmo fabricante para todas as rodas do seu caminhão, inclusive o estepe. Dessa maneira, não haverá problemas de estabilidade na direção e facilitará o seu processo de calibragem por ser o mesmo.

Por que a calibragem de pneus de caminhão é importante?

O lema de qualquer motorista deve se basear na manutenção preventiva como principal ferramenta de desempenho inteligente! Como vimos nos tópicos anteriores, há calibragens específicas para os diversos tipos de pneus de caminhão existentes no mercado. A seguir, você entenderá detalhadamente os benefícios que a calibragem de pneus correta traz para a sua vida de caminhoneiro. Vamos lá?

Mais estabilidade na direção do caminhão

A aderência ao solo que o pneu precisa apresentar para uma direção segura está diretamente relacionado com a pressão interna do ar na peça. Cumprindo com a demanda correta de calibragem, você sentirá mais controle no volante independente do peso da carga transportada ou do tipo de pista à sua frente.

Diminuição do risco de desgaste prematuro

As extremidades do pneu e a rolagem central são os principais pontos que demonstram o desgaste antecipado do aro feito de borracha, aditivos e aço. Seguindo as orientações de calibragem e realizando uma avaliação visual de tempos em tempos, será notável a conservação dos seus pneus e até mesmo o aumento na vida útil das peças.

Redução de gastos com combustível

Você sabia que o consumo de combustível pode aumentar em até 25% nos casos em que a calibragem de pneus é feita de modo incorreto? Pois é, uma manutenção tão simples que afeta diretamente o seu bolso quando não lhe é dada a atenção necessária! A regulagem de pressão eficiente e periódica garante o equilíbrio na distribuição de peso do caminhão e, consequentemente, uma performance mais assertiva nas viagens!

Negligenciar a calibragem dos seus pneus pode ser um erro que não vale a pena arriscar. Mas agora que você encontrou o guia do blog da Trucão Auto sobre o assunto, está mais do que preparado para tirar de letra essa questão!

Esperamos que o conteúdo tenha sido útil para você, caminhoneiro! Aproveite que está por aqui e confira também o post “Rodízio de pneus em caminhão: como e por que fazer? Entenda tudo!” para descobrir novas formas de gerar economia com o seu veículo de carga.

Até lá!

Deixe um comentário

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Siga nossas redes sociais.