Tipos de Cargas: 5 Opções Lucrativas Para Caminhoneiros

O transporte rodoviário é o tipo de transporte mais importante na economia brasileira atual e só tende a crescer. Fatores como versatilidade nas vias (o que é bem menor no transporte pluvial, por exemplo) e no transporte de vários tipos de cargas fazem com que cada vez mais pessoas queiram começar nesse ramo.

Se você está pensando em adquirir um caminhão ou já possui um e quer começar a transportar, continue a leitura e confira os tipos de cargas mais lucrativas e comuns aqui no Brasil. Ah, aqui no blog da QAP tem um guia completo sobre o transporte rodoviário com tudo que você precisa saber sobre essa área. Vale a pena conferir!

1- Carga frigorífica

Esse tipo de carga é uma ótima opção para os caminhoneiros, isso se deve principalmente ao fato da nossa economia ser fortemente baseada no agronegócio. Mas alguns cuidados devem ser observados com bastante atenção. Veja os dois tipos que existem atualmente:

Perecíveis

As cargas perecíveis tem um prazo de validade que não pode ser ultrapassado, além disso é preciso seguir as normas de higiene com muito cuidado, já que esses produtos serão consumidos por pessoas.

Por isso é muito comum utilizar um baú refrigerado para transportar esse tipo de carga, que conta com opções como legumes, frutas e verduras. Lembre-se de seguir as normas de vigilância sanitária à risca para garantir a qualidade da carga.

Congelados

Como o próprio nome já diz esse tipo de carga está em temperaturas muito baixas e precisa continuar assim durante todo o trajeto. Os principais exemplos são carnes bovinas, de aves e frutos do mar. Para transportar a carga congelada é ideal utilizar uma carroceria baú frigorífico, que consegue manter temperaturas entre -15°C e -20°C.2-

2- Carga a granel

A carga a granel é basicamente aquela que fica solta na carroceria, sem a necessidade de caixas ou embalagens, os dois tipos de cargas a granel são a sólida e a líquida. Lembrando que a líquida ainda pode ser separada em perigosa e não perigosa.

Granel sólido

A carga a granel sólida conta principalmente com grãos e outras matérias-primas do campo. Os principais modelos de carroceria para transportar esse produtos são a graneleira, a aberta e a com grade alta.

Produtos como feijão, soja, milho e arroz estão entre os mais comuns e são interessantes porque suas safras podem divergir no calendário. Outra vantagem é que normalmente as empresas contratam os caminhoneiros por temporada, assim esse produto se torna uma opção rentável para o ano todo.

Granel Líquido

As cargas a granel líquidas, como o próprio nome já, diz são aquelas que estão no estado líquido. É preciso lembrar que existem as não perigosas, como água e leite e as perigosas, como gasolina e etanol. O caminhoneiro que trabalha com esse tipo de carga precisa de alguns treinamentos especiais para transportá-la.

3- Carga seca

A carga seca está entre as opções mais comuns no transporte rodoviário porque engloba uma área muito grande do comércio, elas são basicamente toda carga industrializada e não perecível. O seu transporte pode ser feito em qualquer época do ano e dispensa a necessidade de refrigeração. Veja alguns exemplos:

  • Produtos alimentícios não perecíveis;
  • Móveis;
  • Materiais para construção;
  • Ferragens;
  • Encanamentos e outros tipos de equipamento;
  • madeira.

Normalmente o transporte desse tipo de carga é feito com carretas e veículos urbanos de carga. Para empilhar os produtos é utilizado um palete de madeira, que facilita a organização tanto no baú quanto na loja.

4- Carga frágil e de alto valor

As cargas frágeis normalmente tem um alto valor agregado. Elas necessitam de cuidados especiais tanto na parte da organização quanto no dirigir, já que as vias acabam deixando a desejar e a trepidação do caminhão pode afetar os produtos. Veja alguns exemplo de cargas frágeis:

  • Espelhos;
  • Aparelhos eletrônicos;
  • Televisores e outros aparelhos;
  • Cerâmicas;
  • Louças;
  • Cristais.

5- Carga para construção civil

Dentro desse tópico temos alguns tipos de cargas já citadas anteriormente, como a granel sólida (terra, pedras, areia) e as secas (tijolos, ferros e outros materiais de construção). Vale citar o nicho da construção civil por dois motivos: a versatilidade e a demanda!

A maioria das cargas utilizadas na construção civil não necessitam de cuidados muito específicos. Claro, é preciso tomar cuidado com essas cargas, que normalmente são muito pesadas. Mas seu transporte de forma geral é mais simples e está sempre em alta.

Como escolher a carga correta?

Não existe uma fórmula mágica para isso, é preciso considerar as condições de trabalho e também os valores gastos com manutenção no transporte de cada tipo. Considere também se você quer fazer viagens mais longas ou mais próximas na sua casa.

Considere conversar com caminhoneiros mais experientes, que já estão no mercado a algum tempo e podem te ajudar a fazer uma escolha mais assertiva. Não esqueça de continuar seguindo o blog da QAP para ter acesso a mais informações relevantes sobre o mundo dos caminhoneiros!

Se você trabalha ou pretende trabalhar com caminhões basculantes (que movem a caçamba), confira nosso post com cuidados que devem ser tomados nesse procedimento, assim você garante um serviço seguro e de alta qualidade.

Obrigado e até o próximo post!

Deixe um comentário

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Siga nossas redes sociais.